Subscribe

[Resenha Nacional] Todo dia a mesma noite


Título: Todo dia a mesma noite
Autor: Daniela Arbex
Editora: Intrínseca
Ano: 2018
Páginas: 248
CompreAmazonSubmarino
Classificação: ✮✮✮✮
Sinopse: Reportagem definitiva sobre a tragédia que abateu a cidade de Santa Maria em 2013 relembra e homenageia os 242 mortos no incêndio da Boate Kiss.
Daniela Arbex reafirma seu lugar como uma das jornalistas mais relevantes do país, veterana em reportagens de fôlego - premiada por duas vezes com o prêmio Jabuti - ao reconstituir de maneira sensível e inédita os eventos da madrugada de 27 de janeiro de 2013, quando a cidade de Santa Maria perdeu de uma só vez 242 vidas.

Foram necessárias centenas de horas dos depoimentos de sobreviventes, familiares das vítimas, equipes de resgate e profissionais da área da saúde - ouvidos pela primeira vez neste livro -, para sentir e entender a verdadeira dimensão de uma tragédia sobre a qual já se pensava saber quase tudo. A autora construiu um memorial contra o esquecimento dessa noite tenebrosa, que nos transporta até o momento em que as pessoas se amontoaram nos banheiros da Kiss em busca de ar, ao ginásio onde pais foram buscar seus filhos mortos, aos hospitais onde se tentava desesperadamente salvar as vidas que se esvaíam. Foi também em busca dos que continuam vivos, dos dias seguintes, das consequências de descuidos banalizados por empresários, políticos e cidadãos.

A leitura de "Todo dia a mesma noite" é uma dolorosa e necessária tomada de consciência, um despertar de empatia pelos jovens que tiveram seus futuros barbaramente arrancados. Enxergá-los vividamente no livro é um exercício que afasta qualquer apaziguamento que possamos sentir em relação ao crime, ainda impune.
         Não tenho o costume de ler livros escritor por jornalistas, mas quando fiquei sabendo de "Todo dia a mesma noite" da Daniela Arbex sobre a tragédia da boate Kiss eu soube que precisava lê-lo. Lembro até hoje o dia que fiquei sabendo do acontecido e de como isso mexeu muito comigo, pois assim como aqueles jovens eu também frequentava diversas baladas na época, e foi muito triste ver aquelas 242 vidas que haviam saído apenas para se divertir sendo interrompidas de uma forma terrível.
        No livro iremos acompanhar relatos de familiares, amigos e conhecidos das vítimas da madruga de 27 de janeiro de 2013. A jornalista escreve e nos passa esses relatos com muito sentimentalismo e empatia, e constrói um memorial dessas perdas que devem ser lembradas para sempre. Iremos conhecer o depoimentos também de pessoas que trabalharam nesse dia e ficaram para sempre marcados.


           Eu sabia que  o livro ia ser comovente, mas não imaginava que iria chorar o tanto que chorei durante a leitura. Era de cortar o coração ver os planos daqueles jovens serem interrompidos tão bruscamente e ver famílias lidando com a perda, era  de se ver a sensibilidade e o dever de ajuda ao próximo que foi aflorado naquele dia e era de dar raiva ver que o egoismo e desprezo de alguns, possa ter causado algo tão doloroso assim.
          A autora soube como escrever isso de uma empatia enorme, e nos mostrar o quão é difícil ver essas família despedaçadas lutando por justiça e como pode ser tão complicado nesse país condenar os culpados pela perda desses 242 jovens. O livro serve para nos mostrar o passado e dar nome a esses jovens perdidos e mostrar que eles tinham planos e um sonho de vida pela frente.
         Não foi um livro fácil de se ler, mas foi um livro essencial para honrar a memória desses jovens brasileiros que perderam a vida num país sem justiça e que se esquece da tragédia assim que elas deixam de ser notícia. Eu recomendo fortemente essa leitura e sentir um misto de emoção, tristeza, indignação, dor e alegria das boas lembranças que restaram.


6 comentários:

  1. Eu acho que já tinha escutado falar desse livro em algum momento. Fiquei bem curiosa para ler porque é uma história que me interessa!

    https://www.biigthais.com

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  2. Caramba que temática pesada né?! Deve ser bem interessante ler esse livro porque esse caso foi realmente emocionante. Amei a resenha e a indicação.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Esse livro está a muito tempo na minha lista de futuras leituras, mas eu sempre protelo em lê-lo por que sei que vai mexer muito comigo.
    Gostei da sua resenha, muito verdadeira.
    Primeira vez aqui no seu blog, já estou seguindo.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  4. Nossa, lembro de quando o desastre aconteceu...
    O livro deve ser bem pesado e marcante.
    Confesso que não sei se leria...
    beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Ainda não conhecia o livro, mas lendo sua resenha fiquei curiosa. Adorei a dica.

    Beijos
    www.bellapagina.bligspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Gostei do seu artigo, sempre com dicas e informações importantes. Seu site é um dos meus sites favoritos que estou sempre visitando..

    Parabéns!

    Meu Blog: Loterias

    ResponderExcluir

© She bookaholic - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo