[Resenha] Os Adoráveis

Título: Os Adoráveis
Autora: Sarra Maning
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Páginas: 384
Compre: Aqui
Classificação: 


Sinopse: Jeane é blogueira. Seu blog, o Adorkable, é um blog de estilo de vida — na verdade, o estilo de vida dela — e já ganhou até prêmios na categoria “Melhor Blog sobre Estilo de Vida” pelo e Guardian e um Bloggie Award. Adora balas Haribo, moda (a que ela cria, comprando em brechós) e colorir (ou descolorir totalmente) os cabelos. Cheia de personalidade e meio volúvel, ainda assim Jeane é bacana — mesmo nos momentos em que se transforma numa insuportável. Mas, certamente, ela não olharia duas vezes para Michael. Porque Michael é o oposto de Jeane. Ele é o tipo de cara que namoraria a garota mais bonita da escola. E compra suas roupas na Hollister, na Jack Wills e na Abercrombie. Além disso, diferente de Jeane, que é autossuficiente, Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! (Embora, para Jeane, o pior mesmo sobre Michael é que ele baixa música da internet e nunca paga por isso). Jeane e Michael têm pouco em comum, além de algumas aulas e uma maçante dupla de “ex” — Scarlett e Barney. Mas, apesar disso, eles não conseguem se desgrudar desde que  ficaram pela primeira vez.
         Os adoráveis é aquele romance em um ambiente escolar, porém com algo a mais. Como protagonista principal temos Jeane, aquela garota diferente dos outros, com personalidade forte e que não liga para o que os outro pensam e com esse pensamento acaba dando vida a um blog, o Adorkable, que reuniu milhares de seguidores e ajudou a muitas pessoas a se aceitarem, e sendo assim, Jeane tem seu próprio sustento e não depende mais dos pais, que também não se importam muito com a filhe. Porém, em sua escola ela é vista como a esquisita que se veste de um modo estranho, colorido e que vive em brechós, fazendo com que ela se torne diferente das garotas consideradas estilosas e bonitas. Jane namora Barney, mas percebe que o namorado está muito distante desde que começou a ser tutor de Scarlet, uma das meninas mais bonita e popular que namora o cara mais gato do colégio, Michael.
Tendo aquele pequeno clichê de sempre, Michael é o oposto de Jeane em tudo. Bonito, popular e estiloso, é o cara que todas garotas desejam. Tudo muda quando ele percebe que sua namorada, Scarlet, está se apaixonando pelo tutor, então resolve se aproximar de Jeane para avisa-lá que Barney está apaixonado por sua namorada. Porém, após a garota ignorar seus avisos ele não consegue parar de pensar nela e em seu jeito pretensioso. Com o fim de relacionamento de ambos, Michael e Jeane se aproximam e resolvem manter o caso que estão tendo em segredo de todos, pois todos sabem que são completamente diferentes e eles resolvem que o que sentem um pelo outro é só físico. Mas com o desenrolar da história os dois percebem que há muito mais do que simples beijos.


" É impossível passar pela vida sem que alguém fique com raiva de você. Normalmente, eu não passo uma hora sem que alguém queira me matar, mas são apenas dez minutos desagradáveis que você tem que sofrer antes que possa alcançar coisas boas."


O livro é narrado por Jeane e Michael, onde os capítulos se intercalam colocando o ponto de vista de cada um, dando uma excelente narração para que assim possamos saber a historia e os sentimentos do ponto de vista dos dois.
A química entre o casal foi o que deixou a leitura muito mais gostosa, eles são tão opostos que nos deixa naquela tensão de saber como vão lidar com certas situações. Jeane tem um pensamento muito maduro, é realista, mandona (acaba sendo irritante em alguns momentos) e independente, mas não tem um ambiente familiar que a acolha, enquanto Michael é dependente dos pais para tudo, já que sua mãe gosta de controlar suas atividades e é apegado as irmãzinhas. O modo como Jeane acaba se relacionando com sua família faz com que a leitura seja um prazer, e o modo como a mãe de Michael, Kate lida com as situações torna ela também uma das melhores personagens secundárias do livro. O casal se torna mais que amantes eles viram melhores amigos, apoiam um ao outro em tudo e se odeiam mas logo depois se amam novamente. 


"Não é fácil pedir a alguém para abraçar você. Faz você se sentir vulnerável e carente, quando você passa a maior parte de sua vida fingindo para o mundo, e para si mesma, que você não é nenhuma dessas coisas, mas assim que eu consegui botar para fora do pedido, Michael não zombou de mim ou ficou irritado, ele apenas me abraçou."

Outro ponto bem legal do livro é Jeane e seu blog. Ela criou um mundo seu e compartilhou com os outros um pouco da sua vida e como ser ela mesma a tornou mais forte, e que assumir seu lado dork é a melhor coisa que lhe aconteceu. Ela transforma o blog em sua marca e seu império e ajuda a mudar a vida de quem lê com algumas palavras. Ninguém deveria ter medo de ser quem são, e quando você perde esse medo, o mundo se abre para você.

" Nós somos os sortudos; nos encontramos um ao outro. Adrokable dá voz a quem está sentado em seu quarto ou pelos cantos, ou que está tentando arduamente apenas se ajustar. Mas, adivinhem? Vocês não tem que se ajustar. Vocês não precisam ser ninguém além de quem vocês realmente querem ser. Algumas vezes, nós nos esquecemos de que não há nenhuma lei que diz que é preciso ser o que os outros esperam que venhamos a ser.

O livro tem uma linguagem fácil de ser interpretada, e os capítulos são divididos entre ponto de vista de Jeane e Michael. A diagramação é simples e  ajuda na leitura,diferenciando as fontes entre as postagens de Jeane no twitter e no blog e o desenrolar do livro. A capa podia ter sido melhor elaborada pois a foto selecionada não atrai a atenção do leitor, apesar de ser parecida com a internacional. O título teria ficado mais legal se tivesse sido mantido como Adorkable, já que é o real nome do blog de Jeane. A autora acabou enrolando demais em algumas partes, mas mesmo assim a história flui e é uma leitura prazerosa.

"Mas sabe de uma coisa? Sua experiência em ser uma garota normal acaba de me provar que eu não gosto de garotas normais. Eu gosto de garotas que são diferentes e me fazem ver o mundo de uma maneira pela qual nunca o vi antes."

Se você quer um romance nada convencional e bem humorado, indico esta leitura porque você vai se apaixonar por esse casal nada parecido e super fofo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© She bookaholic - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo